Eduardo Pinheiro, também conhecido como Padma Dorje, foi uma das pessoas mais influentes no começo da internet brasileira, e hoje escreve artigos, compõe, grava e produz “blues estilizado progressivo” em que toca vários instrumentos, pratica o vajrayana, mantém uma enorme biblioteca de arquivos de computador, traduz palestras e livros de professores budistas e autores beatniks, programa e conserta computadores, escreve prolificamente e mantém um canal sobre budismo no Youtube, e aqui fala sobre os problemas do uso supostamente espiritual de alucinógenos, ficção científica, a difculdade de largar a maconha, história da internet, música, filosofia, budismo, cinema…

A entrevista é longa…

William Mango

Escultor e espiritualista baseado em Joinville